Esterilização e Desinfecção


Esterilização(materiais)
A Esterilização de materiais é a total eliminação da vida microbiológica destes materiais. Para ser esterilizada é necessário que seja submetida ao calor durante um determinado tempo, destruindo todas as bactérias, seus esporos, vírus e fungos. Existem várias técnicas de esterilização, que apresentam vantagens e desvantagens. Contudo a técnica usada mais regularmente é a autoclavagem.


Métodos de Esterilização:

Flambagem

A flambagem é a colocação do material sobre o fogo até que o metal fique vermelho.
  • Vantagem: fácil execução

  • Desvantagem: Não é seguro, pode não esterilizar alguns tipos de bactérias pelo baixo tempo de exposição. Estraga do material tem uma cor preta, e com cheiro forte.

Calor Seco

Atua sobre os microorganismos provocando a oxidação dos constituintes celulares orgânicos e a desnaturação e coagulação das proteínas. Penetra nas substâncias de uma forma mais lenta que o calor úmido e por isso exige temperaturas mais elevadas e tempos mais longos, para que haja uma eficaz esterilização.
São utilizadas as estufas. Conforme o calor gerado recomenda-se um certo tempo: a 170 Graus Celsius, são necessários 60 minutos. A 120 Graus são necessários 12 horas.

  • Vantagens: não forma ferrugem, não danifica materiais de corte. É o ideal para vidros, metais, algumas gorduras e substâncias em pó.

  • Desvantagens: O material deve ser resistente a variação da temperatura. Não esteriliza líquidos.

Calor úmido

Atua também desnaturando e coagulando as proteínas das células microbianas, mas a água vai influenciar a destruição das membranas e enzimas pois pode induzir a destruição das ligações de hidrogénio, o que vai tornar estes processos mais eficazes e diminuir o tempo de exposição
Autoclavagem: É a exposição do material a vapor de água sob pressão, a 122°C durante 15min. É o processo mais usado e os materiais devem ser embalados de forma a permitirem o contacto total do material com o vapor de água. Deve ser realizado no vácuo para permitir que a temperatura não seja inferior à desejada, permitir a penetração do vapor nos poros dos corpos porosos e impedir a formação de uma camada inferior mais fria

Como funciona a Autoclave:
.


Ebulição: Não é um verdadeiro método, pois não elimina formas resistentes. A sua condição mínima é a fervura a 100°C durante 15 min.

Tindalização O material é submetido a 3 sessões de exposição a vapor de água a 100°C, durante 20-45min, 45min e 20-45min, com um tempo de repouso entre elas de 24h. Consegue-se a esterilização, visto que permite a germinação dos esporos entre duas sessões e sua posterior destruição. É usada para soluções açucaradas ou que contenham gelatina.


Raios Gama/Cobalto


Os raios-gama têm comprimentos de onda ainda menores do que o tamanho dos átomos. Os fótons de raio-gama levam muita energia e são mortais.

  • Vantagens: Esteriliza uma variedade de materiais

  • Desvantagens: caro e perigoso, requer equipe altamente especializada.




Métodos químicos

Gás Óxido de Etileno: O gás óxido de etileno é um produto altamente tóxico usado para esterilizar materiais.
  • Vantagens: Não danifica os materiais

  • Desvantagens: Danos ao meio ambiente quando manipulado erroneamente, alto custo, tóxico para o manipulador, requer aeração de 48 horas. demorado.


Glutaraldeído: Fornecido na forma de líquido a 25 ou 50%, são pouco voláteis a frio e utilizados para
a desinfecção
de instrumentos médicos. Irritante das mucosas e tóxico, necessita de cuidados especiais

  • Vantagens: facilidade de uso

  • Desvantagens: esterilização é tempo dependente. É necessário a imersão total do material. Alergênico, tóxico e irritante. Mycobacterias podem ser resistentes, bem como esporos.


Formaldeído: Atualmente utilizado em processos fechados com autoclave especial.
A esterilização é eficiente mas depende de umidade local controlada.

  • Vantagens: Barato. Muito eficiente. Ciclo de 6 horas. Baixa temperatura (55°C)

  • Desvantagens: Requer equipamento específico e controle rigoroso


Ácido peracético: Líquido que esteriliza materiais por imersão.
  • Vantagens: rapidez: em 20 minutos sob imersão apresenta esterilização

  • Desvantagens: Tóxico, o material deve ser submergido, impossibilitando seu uso para pós e líquidos.

Plasma de Peróxido de Hidrogênio: Sistema à gás que utiliza equipamento complexo composto de
alto vácuo e gerador eletrico de plasma. Processo químico eficiente e de baixa temperatura (35~40°C).

  • Vantagens: Rapidez, eficiencia, baixa temperatura.

  • Desvantagens: Custo alto do equipamento e processo, incompatibilidade de embalagens.

Filtração

Usa-se habitualmente em soluções e gases termolábeis. As substâncias atravessam superfícies filtrantes, e a técnica é considerada esterilizante conforme o diâmetro dos poros. Se os poros tiverem um diâmetro igual ou inferior a 0.2 μm, embora não retenham vírus. Os filtros podem ser de vários tipos – velas porosas, discos de amianto, filtros de vidro poroso, de celulose, e filtros “millipore” (membranas de acetato de celulose ou de policarbonato).


Desinfecção
É um processo que destroi microorganismo, patogênicos ou não, com exceção dos esporos bacterianos, por meis físicos ou químicos.

Níveis de Desinfecção

Alto nível:destrói todos os microorganismos com exceção a alto número de esporos.Indicação: área hospitalar.

Médio nível: elimina bactérias vegetativas,a maioria dos vírus, fungos e micobactérias.Indicação: para UBS, creche, asilos , casa de repouso.

Baixo nível: elimina a maioria das bactérias,alguns vírus e fungos, mas não elimina micobactérias. Indicação: nutrição



http://pt.wikipedia.org/wiki/Esteriliza%C3%A7%C3%A3o_(materiais)
www.prefeitura.sp.gov.br/.../aula_esterilizacao_CCD_COVISA_I_03- 06%5B1%5D_1254774684.ppt